De impeachment a Lava Jato: Teori Zavascki foi responsável por casos históricos

De impeachment a Lava Jato: Teori Zavascki foi responsável por casos históricos

De impeachment a Lava Jato: Teori Zavascki foi responsável por casos históricos

Ministro do Supremo Tribunal Federal, que analisava os casos de pessoas que têm foro privilegiado, morreu em um acidente de avião no Rio de Janeiro

O ministro Teori Zavascki, que faleceu na queda de um avião em Paraty nesta quinta-feira (19) , tinha 68 anos e era ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) desde maio 2012, quando foi nomeado pela então presidente do País Dilma Rousseff. Anteriormente, em dezembro de 2002, havia sido indicado por Fernando Henrique Cardoso para ser ministro no Superior Tribunal de Justiça (STJ), sendo nomeado por Luiz Inácio Lula da Silva no ano seguinte (2003).
Desde 2014, Teori Zavascki era o responsável na Corte pela Operação Lava Jato e analisava os casos de pessoas que têm foro privilegiado, além de fazer a homologação das delações premiadas e os acordos de leniência.
Na quarta-feira (18), o ministro havia interrompido suas férias para analisar a megadelação da construtora Odebrecht – que tem 77 pessoas envolvidas. As audiências e os depoimentos estavam marcados para iniciar na próxima semana em diversos estados. Chamada de “delação do fim do mundo”, os depoimentos envolviam cerca de 200 políticos de diversos partidos políticos.
Impeachment de Dilma
O juiz ainda foi o presidente de todo o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, tendo sido um dos mais atuantes juízes do caso. Ele ainda foi o responsável por decidir a divisão do processo da ex-mandatária, que determinou o afastamento, mas não pela suspensão dos direitos políticos de Dilma.
O ministro ainda ordenou a abertura dos inquéritos contra Dilma , Lula e mais duas pessoas sobre uma possível obstrução das investigações da Operação Lava Jato, quando a então mandatária nomeou Lula como ministro. Ele ainda votou pela absolvição por formação de quadrilha dos acusados do caso “Mensalão”.
Zavascki era natural da cidade de Faxinal dos Guedes, em Santa Catarina, e fez carreira no Direito. Formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1971, possuía mestrado e doutorado em Direito Processual Civil.
Acidente e morte
Na tarde desta quinta-feira (19), um avião bimotor caiu em Paraty, na região da Costa Verde fluminense. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a aeronave decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo, com destino a Paraty, com quatro pessoas a bordo.
A Marinha, por meio do Comando do 1º Distrito Naval, informou que tomou conhecimento por volta das 13h45 da queda da aeronave. Imediatamente, a Agência da Capitania dos Portos em Paraty enviou ao local do acidente uma equipe, a fim de prestar apoio na busca aos tripulantes da aeronave.

Em nota, o Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro afirmou que “militares conseguem visualizar três vítimas que estão presas às ferragens. Parte da aeronave está submersa e os bombeiros trabalham para estabilizar o equipamento. O resgate está em andamento”.
“Sabotagem”
Porém, muitas pessoas estão levantando a teoria conspiratória de que pode ter acontecido uma “sabotagem” com a queda da aeronave onde estava o ministro do STF, já que Teori Zavascki é o relator da Operação Lava Jato.
Fonte: Último Segundo/Politica/Ig. São Paulo


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email