Presos entram em confronto no RN; Polícia Militar usa balas de borracha e bombas

Presos entram em confronto no RN; Polícia Militar usa balas de borracha e bombas

Presos entram em confronto no RN; Polícia Militar usa balas de borracha e bombas

Presidiários de Alcaçuz arremessam objetos contra pavilhões e muros. A PM está na área externa na tentativa de controlar a situação tensa desta quinta

A situação no presídio de Alcaçuz no Rio Grande do Norte amanheceu tensa nesta quinta-feira (19), com uma confusão entre os presidiários que ocupam áreas externas, fora dos pavilhões. A Secretaria de Segurança Pública ainda não respondeu sobre a situação e a Polícia Militar se posiciona do lado de fora, na tentativa de controle dos confrontos.

Os presidiários de Alcaçuz estão arremessando objetos contra pavilhões e muros, correndo pelo pátio. Segundo informações da “Globo News”, a Polícia Militar atira balas de borracha e bombas de gás lacrimogêneo contra os detentos, pelo lado de fora da prisão e de helicóptero, que sobrevoa o local.
Alguns feridos estão sendo transportados em carrinhos, enquanto os tiros continuam a ser disparados contra os presidiários. Acredita-se que os confrontos desta quinta sejam entre duas facções criminosas, apesar da transferência dos líderes realizada pelo Batalhão de Choque nesta quarta-feira (18) para outros presídios federais.

Ônibus e prédios públicos atacados
A Secretaria da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte registrou 28 ocorrências de ataques a ônibus, terminais urbanos, viaturas do governo, delegacias e outros prédios públicos na capital do estado, além de outras cinco cidades potiguares, desde a tarde desta quinta. Segundo as informações divulgadas, foram incendiados 21 ônibus, seis carros e um caminhão. Sete pessoas foram detidas e conduzidas a delegacias.
De acordo com o secretário de Segurança Pública, Caio Bezerra, existe a possibilidade de que esses ataques tenham relação com a transferência de presidiários realizada nesta quinta-feira pelo Batalhão de Choque. Tal ligação está sendo investigada.
“As nossas forças de segurança estão mobilizadas para garantir a normalidade nas ruas e as investigações sobre possíveis retaliações já estão sendo feitas.” Há cinco dias, as autoridades de segurança pública estaduais tentam retomar o controle do presídio, localizado na região metropolitana de Natal.
A onda de ataques nas últimas 24 horas levou rodoviários e empresas de transporte urbano a recolherem os ônibus desde as 18h de ontem. Na manhã desta quinta, alguns veículos do transporte urbano voltaram à circulação, mas há atrasos. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários (Sintro-RN), alguns ônibus saíram das garagens escoltados por viaturas policiais.

A penitenciária de Alcaçuz vive a situação de tensão desde o último final de semana, quando os confrontos e ameaças entre os presos membros de facções criminosas rivais iniciaram, com a morte de pelo menos 26 deles em uma rebelião que durou mais de 14 horas entre sábado e domingo.
Fonte: Último Segundo/Brasil/Ig. São Paulo


Tags: , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email