Moro chama Teori de “herói” em velório no RS; Temer também presta homenagens

Moro chama Teori de "herói" em velório no RS; Temer também presta homenagens

Moro chama Teori de “herói” em velório no RS; Temer também presta homenagens

Enterro do ministro do STF está marcado para as 18h, na zona leste de Porto Alegre; velório começou às 9h e conta com a presença de várias autoridades

Durante o velório do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, que ocorre neste sábado (21), no plenário do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre, autoridades dos três Poderes, que estão presentes, prestaram suas homenagens.

O juiz federal Sergio Moro , da 13ª Vara Federal de Curitiba afirmou que a morte de Teori foi uma grande perda para a magistratura. “Há uma grande desolação da magistratura, de todos que o conheciam, especialmente aqui da 4ª Região, onde ele construiu sua carreira”, disse o juiz ao deixar a cerimônia.
Herói, amigo e exemplo
Sergio Moro, que é responsável pela Operação Lava Jato, também comentou o papel que Zavascki cumpriu como relator no Supremo Tribunal Federal dos processos relacionados ao caso.
“Acredito que pela qualidade, relevância e importância desses serviços que ele prestava e pela situação difícil desses processos, ele foi um grande herói”, ressaltou.

O ministro do Supremo Tribunal Federal, José Antonio Dias Toffoli, se emocionou ao lembrar da amizade que mantinha com Teori. “É uma perda pessoal que nos abala e ainda estamos sofrendo muito com essa passagem do ministro Teori. Eu não poderia deixar de vir aqui dar um beijo neste grande amigo”, afirmou.
Toffoli também destacou o estilo que caracterizou a atuação profissional de Zavascki. “A simplicidade e a humildade dele marcarão para sempre a justiça brasileira. É uma grande perda para a nação brasileira e para o Poder Judiciário”, disse.
O presidente da República Michel Temer também fez um rápido pronunciamento sobre o ministro do STF que morreu na última quinta-feira. Assim como fez logo após o anúncio da morte, Temer ressaltou as qualidade de Teori e disse que o Brasil precisa “cada vez mais de homens assim”.
Mais uma vez, o presidente ressaltou que só vai anunciar o nome do ministro que substituirá Teori após a decisão do STF sobre o novo relator da Lava Jato.
O enterro do ministro do STF está marcado para às 18h, no Cemitério Jardim da Paz, na zona leste de Porto Alegre.
A cerimônia, que começou às 9h, foi inicialmente fechada para os familiares e amigos da vítima do acidente. A partir das 11h, o local foi aberto para visitação pública. O cortejo levando o corpo do ministro chegou ao plenário por volta das 8h20 deste sábado.
Presenças confirmadas
A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, já está em Porto Alegre para participar da cerimônia. Ela recebeu o corpo na Base Aérea de Canoas, ao lado da família de Teori. Além dela, confirmaram presença os ministros Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Edson Fachin.
O presidente da República Michel Temer chegará ao velório pela tarde. A ministra Cármen Lúcia afirmou que só fará algum pronunciamento oficial à imprensa após a chegada de Temer no local.
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também foi ao velório. Além da presença dele, também estão confirmadas as presenças do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Teori Zavascki morreu na última quinta, aos 68 anos, após a queda de um avião bimotor em Paraty, no litoral do Rio de Janeiro. Viúvo desde 2013, o ministro deixa três filhos. Ele se tornou ministro do STF em 2012 por indicação da então presidente da República, Dilma Rousseff. Dilma, no entanto, não confirmou presença na cerimônia fúnebre de Teori em Porto Alegre.
Fonte: Último Segundo/Brasil/Ig. São Paulo


Tags: , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email