Tiroteio em perseguição policial mata menina de dois anos no Rio

Tiroteio em perseguição policial mata menina de dois anos no Rio

Tiroteio em perseguição policial mata menina de dois anos no Rio

Suspeito perseguido foi preso após capotar o carro na zona norte; Polícia Civil busca localizar o autor do disparo que matou a criança em lanchonete

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil abriu inquérito para investigar a morte de uma menina de 2 anos, em Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro, que levou um tiro na noite deste sábado (21).

A criança estava em uma lanchonete quando foi atingida por um tiro que, segundo a Polícia Civil, teria sido disparado durante perseguição policial a um suspeito de roubo de veículo.
A vítima, Sofia Clara Braga, chegou a ser socorrida com vida. No entanto, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a menina já chegou sem vida ao Hospital Estadual Getúlio Vargas.
A Polícia Civil informou que agentes trabalham no caso para tentar identificar e localizar o autor do disparo que matou a criança. A perícia já foi feita no local.
De acordo com a Polícia Militar, policiais do 41º Batalhão foram acionados para verificar o roubo de um veículo na Avenida Automóvel Clube e foi montado um cerco na tentativa de prender o criminoso.

O suspeito foi localizado e houve perseguição, que terminou na capotagem do veículo na Avenida Monsenhor Felix, a mesma em que Sophia foi baleada.
“Em seguida, os policiais prenderam o motorista do carro roubado. Com ele, foi apreendida uma pistola. Logo após, foi constatado que uma criança havia sido ferida”, informou a PM.
Três mortos na zona oeste
Na mesma noite, três pessoas morreram em um tiroteio na zona oeste da cidade, na comunidade conhecida como Carobinha.
Policiais militares foram chamados para verificar a denúncia de que homens haviam atirado contra um grupo de pessoas que participava de um baile na comunidade. Ao chegar, os agentes trocaram tiros com os criminosos.

O tiroteio deixou 11 feridos, além de um policial militar que levou um tiro na perna esquerda. As vítimas foram levadas para os hospitais estaduais Rocha Faria, em Campo Grande, e Albert Schweitzer, em Realengo.
Fonte: Último Segundo/Brasil/Com informações de Agência Brasil.


Tags: , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email