José Serra pede exoneração do ministério das Relações Exteriores

José Serra pede exoneração do ministério das Relações Exteriores

José Serra pede exoneração do ministério das Relações Exteriores

Tucano apresentou sua carta de demissão para o presidente Michel Temer nesta quarta-feira (22); ele alega estar passando por problemas de saúde


O ministro das Relações Exteriores, José Serra (PSDB), apresentou nesta quarta-feira (22) pedido de exoneração ao presidente Michel Temer. A solicitação de desligamento do cargo no governo federal foi motivada por problemas de saúde.

Na carta entregue ao presidente, Serra diz que faz o pedido “com tristeza”, mas diz que os problemas de saúde, que, segundo ele, são do conhecimento de Temer, o “impedem de manter o ritmo de viagens internacionais inerentes à função de Chanceler”. “Isto sem mencionar as dificuldades para o trabalho do dia a dia. Segundo os médicos, o tempo para restabelecimento adequado é de pelo menos quatro meses.”
O ministro afirmou que “foi motivo de orgulho” integrar a equipe ministerial. Ele foi nomeado para a pasta das Relações Exteriores em maio do ano passado, quando Temer assumiu o Palácio do Planalto, ainda de maneira interina.
LEIA MAIS: Reprovação de Temer e chances de Lula se eleger em 2018, diz pesquisa
Ainda não há definição de quem será o substituto dele no ministério. Segundo informações publicadas pelo jornal “Folha de S.Paulo”, a pasta deverá permanecer sob comando do PSDB e o principal cotado é o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP).
Senado
Com a saída do governo, o agora ex-ministro voltará a ocupar o cargo de senador, mandato para o qual foi eleito em 2014 com aproximadamente 11 milhões de votos. Durante o período em que ficou fora do Senado, sua cadeira foi ocupada pelo primeiro suplente, José Aníbal.
LEIA MAIS: Memes viralizam após publicação de Serra contra fechamento da Avenida Paulista
“No Congresso, honrarei meu mandato de senador trabalhando pela aprovação de projetos que visem à recuperação da economia, ao desenvolvimento social e à consolidação democrática do Brasil ”, acrescentou o tucano na carta ao presidente. No documento, entretanto, ele não informa se retornará imediatamente ao Senado ou se também se manterá licenciado.
Outros cargos
Durante o governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB), de 1995 a 2002, José Serra ocupou os cargos de ministro do Planejamento e da Saúde. Em 2004, foi eleito prefeito de São Paulo, mandato que abandonou em 2006 para se candidatar, no mesmo ano, a governador do Estado, cargo para o qual foi eleito em primeiro turno. Em 2010, renunciou ao governo paulista para se candidatar a presidente, tendo sido derrotado pela petista Dilma Rousseff.
Fonte: Último Segundo/Política/Ig. São paulo


Tags: , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email