Sabão em pó? Canil Central da PM encontra drogas escondidas em máquina de lavar

Sabão em pó? Canil Central da PM encontra drogas escondidas em máquina de lavar

Sabão em pó? Canil Central da PM encontra drogas escondidas em máquina de lavar

Pelotões I e II do Canil Central, do Batalhão de Choque da PM, localizaram esconderijos de drogas durante operações em favela na zona sul de SP


Em uma residência comum, como a minha e a sua, a máquina de lavar roupas é responsável por (óbvio) lavar nossas vestimentas e deixá-las perfumadas. Mas a história que narraremos a seguir prova que o odor que esse eletrodoméstico emana pode nem sempre ser o de sabão em pó. Ao menos não para os bem treinados cães do Canil Central, do Batalhão de Choque da Polícia Militar de São Paulo .
Na manhã desta quinta-feira (30), equipes dos Pelotões I e II de Operações com Cães ( Canil Central ), prestaram apoio a uma expedição do 3º Batalhão da Polícia Militar pelo interior da favela Alba, na região do Jabaquara, na zona sul de São Paulo.
Em dado momento, a cadela Dara, conduzida pelo Soldado João Victor, indicou um eletrodoméstico deixado em uma das vielas da comunidade. Em seguida, o cão farejador Thor, conduzido pelo Soldado Nickel, confirmou que o local estava impregnado com o cheiro de entorpecentes.
“Era uma máquina de lavar roupas cheia de drogas. Estava apenas com algumas roupas por cima para escondê-las”, relata o Tenente Eduardo Tongu, responsável pelas ações dos pelotões I e II de Operações com Cães na favela Alba.
Foram retiradas da máquina de lavar roupas cerca de 2.560 pinos de cocaína, 100 pedras de crack, 810 trouxas de maconha e um tijolo de aproximadamente 600g da droga. Também estava escondido no eletrodoméstico uma balança de precisão e uma máscara com filtro de ar.
Paralelamente à ação bem-sucedida que teve como estrelas os cães Dara e Thor, outra equipe com dez policiais do Canil Central fez a abordagem de um indivíduo com atitude suspeita em frente a um barraco na mesma favela da zona sul paulistana.
O homem portava um aparelho radiocomunicador e alguma quantidade de droga nos bolsos, mas, ainda assim, não quis cooperar com os policiais.
Foi aí que entrou em ação o pastor holandês Set, cão policial treinado pelo Soldado Eduardo. “O cão farejador parou em frente ao barraco em que esse homem estava, então entendemos que havia algo errado lá dentro”, relata o Policial.
No local estava um homem e, com ele, foram encontrados grande quantidade de droga pronta para o comércio. Foram apreendidos no barraco quase 300 trouxas de maconha, 253 pedras de crack, 177 pinos de cocaína, 54 refratários de lança-perfume e 35 comprimidos de ecstasy.
Segundo o Soldado Eduardo, o suspeito que estava dentro do barraco em que a droga era armazenada ainda tentou resistir à prisão em um primeiro momento, mas logo entendeu que não haveria escapatória.
Os dois homens e a droga apreendida foram encaminhados ao 35º Distrito Policial (Jabaquara), onde a ocorrência foi registrada. Os dois suspeitos são maiores de idade e já possuíam antecedentes criminais.
Responsável pela descoberta do esconderijo em que os traficantes da favela Alba guardavam os entorpecentes, o pastor-holandês Set, de três anos e quatro meses de idade, está aproveitando merecida folga nesta sexta-feira (31).
As duas operações do Canil Central do Batalhão de Choque da PM na região do Jabaquara se somam a uma série de outras expedições que os policias vêm realizando na zona sul da capital paulista. As seguidas intervenções policiais em bairros como Jabaquara, Aeroporto e Campo Belo se baseiam em levantamentos que indicam o aumento de índices criminais naquela região
Fonte: Último Segundo/Brasil/Ig. São paulo


Tags: , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email