Estado Islâmico reivindica atentado ocorrido sexta-feira em Bagdá

Estado Islâmico reivindica atentado ocorrido sexta-feira em Bagdá

Estado Islâmico reivindica atentado ocorrido sexta-feira em Bagdá

O atentado com carro-bomba deixou, ao menos, seis mortos na noite de sexta-feira (28) na capital do Iraque; local é sempre vítima de violência


Segundo a Agência EFE, o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) assumiu na manhã desta sábado (29) a autoria do atentado ocorrido na noite de sexta-feira (28) em um bairro no centro de Bagdá, na província do Iraque. Os  extremistas usaram a agência “Amaq”, que é vinculada à organização jihadista, para reivindicar a autoria do atentado que matou, pelo menos, seis pessoas.
No pronunciamento, o Estado Islâmico deu detalhes sobre a operação suicida contra xiitas no distrito de Karrada, no centro da capital iraquiana. A autenticidade do comunicado ainda não foi verificada pelas autoridades locais. O EI não informou quantas vitimas foram fatais no atentado, entretanto uma fonte de segurança informou a EFE que seis pessoas perderam suas vidas no ato de violência. A explosão resultou em dados em edifícios próximos ao local do atentado e em carros.
O Estado Islâmico, que ainda controla alguns territórios no Iraque, fez recentemente vários atentados na capital iraquiana. Atualmente, o Exército iraquiano desenvolve uma ofensiva contra o EI em Mossul, a cidade mais populosa que os extremistas chegaram a controlar, situada no Norte do país.
O ataque
O ataque do EI foi feito com um carro-bomba próximo a sedes da Polícia Rodoviária iraquiana na noite de sexta-feira. O local, Karrada – no centro da capital de Bagdá –, é sempre alvo de ataques.
O Ministério do Interior iraquiano, por meio de seu porta-voz Saad Maan, informou que o ataque com um carro-bomba deixou “quatro mortos, entre eles um coronel da polícia”. O atentado aconteceu no final da noite, por volta das 23h (horário de Bagdá) e foi de grandes proporções, uma vez que foi visto um clarão no céu e escombros que foram pelos ares na hora.
Em julho do ano passado Bagdá viveu um dos atentados mais violentos de sua história. Os extremistas usaram um caminhã0-bomba e a explosão matou 320 pessoas.  Do começo do ano para cá, Bagdá tem sido alvo de diversos ataques violentos com a utilização de carros-bomba. A maioria deles foi reivindicada pelo Estado Islâmico que afirma defender seu reduto em Mossul, das investidas das forças de segurança do Iraque.
Fonte: Último Segundo/Mundo/Ig. São paulo


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email