Ataque a aldeia deixa 13 índios feridos com gravidade no Maranhão

Ataque a aldeia deixa 13 índios feridos com gravidade no Maranhão

Ataque a aldeia deixa 13 índios feridos com gravidade no Maranhão

De acordo com o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), pelo menos 13 foram feridos, dois deles tiveram as mãos decepadas e cinco foram baleados


Homens armados com facões e armas de fogo atacaram de forma violenta uma aldeia indígena localizada em Viana, no Maranhão. Segundo o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), o ataque resultou em 13 índios feridos e no local próximo ao ataque está localizado o Povoado das Bahias, área essa de etnia gamela.
Ainda segundo informações divulgadas pelo Cimi, os 13 índios feridos foram socorridos e levados ao Hospital Socorrão 2, em São Luís, capital do Maranhão. Dos feridos, dois levaram tiros de raspão no rosto, foram atendidos e liberados do hospital. Estão internados outros 11 indígenas, sendo que um deles teve a mão decepada, além de ter sido golpeado com um facão no joelho e alvejado com tiros, sendo que uma bala está alojada em sua coluna e outro na costela.
Ainda não há confirmação sobre a autoria do ataque, mas a área é disputada por fazendeiros da região. Após o registro do ataque, a Polícia Militar do estado foi deslocada para a região para intervir no conflito entre fazendeiros e indígenas.
Justiça
A brutalidade do ataque, que ao que tudo indica tem questões territoriais, será investigada. A Secretaria de Direitos Humanos do Maranhão informou que vai destacar uma equipe para investigar o caso e ouvir os indígenas transferidos para São Luís. A secretaria informou ainda que o governo do Maranhão está agindo para garantir segurança na área e evitar um novo ataque.
Esta não é a primeira vez em que os gamelas são alvo de ataque no Maranhão. Nos dois últimos anos, foram registradas duas tentativas de ataques a tiros, mas os suspeitos foram expulsos pelos indígenas, evitando uma catástrofe maior na aldeia.
No ano passado, o Tribunal de Justiça do Maranhão suspendeu a reintegração de posse da área onde os índios criaram a aldeia. O pedido, na época, foi solicitado por um empresário da região e aceito pelo juiz local, porém não ocorreu.
Fonte: Último Segundo/Brasil/Com informações da Agência Brasil


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email