Pesquisa no Google aumenta aquecimento global

A Google

Um estudo realizado pelo físico Alex Wissner revelou que utilizar o sistema de busca do site do Google contribue com o aquecimento global. De acordo com Wissner, que também é professor da Universidade de Harvard, uma pesquisa simples gera até sete gramas de gás carbônico.

“O Google opera em centros de dados que consomem uma grande quantidade de energia”, afirmou o físico em entrevista ao jornal ‘The Sunday Times”.

Ainda segundo o pesquisador, quanto mais rápida for a pesquisa realizada pelo site de busca, mais quantidade de gás carbônico será emitida pelo Google. O site possui centros de dados nos Estados Unidos, Europa, Japão e China.

Em resposta ao estudo de Alex Wissner, o Google afirmou que trata com “seriedade” o aquecimento global. O site de busca informou que, por conta da preocupação com a emissão de gás carbônico, desenvolveu um programa de energia eficiente em todos os centros de dados que comanda.

O buscador também confirmou que, no ano passado, foram investidos cerca de US$ 45 milhões em energia limpa.


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • Ronaldo disse:

    Olá, bem do ponto de vista de poluir através de uma consulta feita no site, pode ser verdade. Porém quanto foi economizado, no momento que se faz uma busca no site e não mais é necessário ir a uma biblioteca? Quanto era gasto, antes de existir a facilidade de encontrar informações do mundo todo sem sair de casa, com certeza gastavamos mais recursos e com certeza estavamos aumentando e muito o aquecimento global.