Rodrigo Santoro fará casal com Jim Carrey no filme I love you Phillip Morris

Rodrigo Santoro parece não enxergar limites diante de si. No cinema já foi travesti, músico, rei da Pérsia. E agora, ao lado de nada menos que Jim Carrey, vive um personagem gay no filme “I love you Phillip Morris”, que terá sua primeira exibição no Festival de Sundance, nos Estados Unidos, neste domingo (18).

santoro and carrey

Em entrevista ao um portal de notícias G1, o ator brasileiro mais bem-sucedido internacionalmente fala sobre a produção e conta como foi a parceria com o humorista canadense. “Achei a oportunidade de trabalhar com Jim Carrey e Ewan Mcgregor sensacional.”

O filme terá sua primeira exibição neste fim de semana em Sundance, um festival muito reconhecido para o cinema alternativo. Qual é a sua expectativa para essa primeira exibição?

A expectativa é grande, pois ainda não tive a oportunidade de ver o filme. Vou ver pela primeira vez junto com o público, o que é sempre uma adrenalina extra. Já participei uma vez do Sundance com o filme “Carandiru” e gostei muito do festival, é alternativo e com uma seleção enorme de filmes independentes que me interessa muito.

Muitas fotos já foram divulgadas sobre o filme e muito já se comentou sobre seu personagem, que mantém um relacionamento com o do Jim Carrey. Pode falar um pouco mais sobre esse personagem?

O que posso falar sobre meu personagem é que ele é o primeiro amor do Steven (personagem do Jim Carrey). O filme é baseado em uma história de amor real contada com um senso de humor bem interessante.

Gostaria que comentasse também sobre a produção como um todo. O que te atraiu no roteiro, como esse projeto chegou até você, como foram as filmagens?

A história me pareceu muito original e o roteiro bem escrito. O personagem era interessante. Além disso, achei a oportunidade de trabalhar com Jim Carrey e Ewan Mcgregor sensacional. As filmagens foram feitas em Miami e Nova Orleans. Foi rápido, mas bem intenso. Em Miami, por exemplo, filmamos muito nas ruas, e o ritmo era bastante acelerado por conta da aglomeração de curiosos e papparazzi em volta do set. Então, nos movíamos rapidamente de uma locação para outra, sempre com muita concentração para não se perder no meio de tudo isso.

Pode falar de como foi trabalhar com Jim Carrey? E como foram feitas as cenas de mais proximidade entre os dois personagens?

Eu já admirava o trabalho do Jim Carrey, mas te confesso que fiquei muito impressionado com o seu poder de criatividade em cena. Isso sem falar que ele é um camarada muito simples e generoso.

Sabe se o filme deve chegar no Brasil? Se sim, como espera a repercussão por aqui?

Realmente ainda não sei quais são os planos de distribuição no Brasil. E quanto à repercussão, prefiro antes assistir ao filme para depois posso dizer o que penso a respeito…

Para encerrar gostaria apenas de saber como anda o projeto do Heleno de Freitas e quais são seus próximos trabalhos.

Estamos na fase final de captação para o “Heleno” e esperamos filmar até no final deste ano. Quanto aos próximos trabalhos, estão vindo por aí os longas “I love you Phillip Morris” e “The post grad survival guide” [longa de Vicky Jenson, com Alexis Bledel, ex-‘Gilmore girls’] que vão estrear até o meio do ano. Na TV fiz uma participação na minissérie “Som e fúria”, de Fernando Meireles, que vai ser exibida pela Globo.

Fonte:gazetaonline


Tags: , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email