Avaí volta a séria A do Campeonato Brasileiro

Foram 29 anos de espera, mas a torcida do Avaí finalmente pode comemorar: o time está de volta à Série A do Campeonato Brasileiro. Em um jogo sofrido no estádio da Ressacada, em Florianópolis, a equipe venceu o Brasiliense por 1 a 0, gol de Evando, aos 36 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o time chegou aos 66 pontos e já garantiu, no mínimo, a quarta posição na Série B. O Corinthians, líder com 76 pontos, assegurou por antecipação o título e, por conseqüência, o retorno à elite. O Brasiliense, por sua vez, tem 43 pontos e segue ameaçado pelo rebaixamento

A comemoração do time catarinense começou tão logo o árbitro encerrou a partida. E no gramado logo surgiu a figura do torcedor mais ilustre do Avaí: Guga. Em campo, o ídolo brasileiro simbolizava o delírio da torcida, que fazia sua festa na arquibancada. Eufórico, o tricampeão de Roland Garros foi jogado para o alto pelos atletas e comissão técnica da equipe. Em 2009, o ex-tenista terá a chance de ver pela primeira vez seu time de coração na Primeira Divisão. Afinal, ele tinha apenas três anos de idade em 1979, quando da última participação do clube na Série A.

Precisando vencer para selar definitivamente a vaga, o Avaí animou sua torcida logo no início. Com 17 segundos de jogo, o goleiro Guto teve que trabalhar para evitar o gol de William. Empurrado pelo apoio de seu torcedor, a pressão do time da casa se intensificou. Aos quatro, Valber bateu falta da direita, Evando se antecipou à zaga e cabeceou por cima do gol.

O Brasiliense pouco ameaçou na primeira etapa. A melhor chance do time candango veio com 14 minutos, em chute de fora da área de Jóbson. Eduardo Martini espalmou para o lado. Guto voltou a trabalhar aos 19 minutos. Da entrada da área, Valber bateu prensado com a zaga. William partiu para cima da bola e chegou antes do goleiro, que, no entanto, abafou a finalização do atacante.

A chuva, presença constante nos últimos jogos do Avaí, desta vez não compareceu. Assim, o Leão tocava melhor a bola e pressionava o rival. Aos 29, quase saiu o grito de gol tão esperado na Ressacada. Evando foi lançado na área e deu um toque sutil por cima de Guto. Bida mostrou recuperação e tirou a bola em cima da linha.

No segundo tempo, apesar de a torcida do Avaí não parar de apoiar, o time catarinense caiu de produção. Apáticos, os homens de frente “aceitavam” a marcação do Brasiliense. A monotonia tomou conta do jogo, pois o Jacaré também não chegava ao gol adversário com perigo. Mas o panorama mudou, com os visitantes crescendo e ameaçando a meta catarinense por três vezes. Na primeira, Jóbson bateu cruzado e obrigou Eduardo Martini a esticar o braço para colocar a bola pela linha de fundo, aos 23. Na cobrança do escanteio, Ailson cabeceou duas vezes, e em ambas parou no goleiro do Avaí.

A tensão aumentou com o passar do tempo, mas os torcedores do Avaí não pararam de incentivar. Quando parecia que o jogo ficaria mesmo no empate, o Leão chegou ao gol. Evando recebeu na esquerda, puxou para o pé direito e bateu de fora da área. A bola desviou em Fábio Braz e entrou por baixo das pernas de Guto. Foi a senha para a torcida entrar em delírio, apenas à espera do apito final que garantiu o retorno do time à elite do futebol brasileiro.


Tags: , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email