Leitores de texto para computador

Ouvir os textos na tela do computador, transformar um e-book em MP3 e escutá-lo no seu celular, permitir que deficientes visuais e analfabetos tenham acesso à internet, ajudar crianças em fase de alfabetização. Esses são alguns usos dos leitores de tela, que, além de oferecerem entretenimento e educação, são uma ferramenta poderosa na inclusão digital.

Para Marco Antônio de Queiroz, 51, consultor em acessibilidade na rede, “leitores de tela são fundamentais para a acessibilidade de algumas deficiências, em especial a cegueira”.

Com os programas, deficientes visuais podem executar qualquer ação no computador, de receber um e-mail a ouvir o que está digitando. Algumas narrações são tão reais que parecem a de um noticiário de TV.

As vozes que acompanham os programas são sintetizadas um pouco estranhas no começo, mas bem compreensíveis. Para os que exigem mais realismo, outras vozes são vendidas separadamente, custando US$ 25 em média. Em algumas línguas, como o inglês, é possível até mesmo escolher o sotaque da voz.

Para Francisco Lima, 44, professor da Universidade Federal de Pernambuco, deficiente visual de nascença, os leitores de tela também servem a uma outra função. Francisco dá aulas de informática para deficientes auditivos. Com um micro, tela, teclado e leitor de telas, eles se comunicam sem nenhum problema.

A idéia por trás dos leitores de tela não é nova o Jaws, por exemplo, foi criado em 1989, e o brasileiro Dosvox, quatro anos depois. Ainda assim, diz Francisco, que se especializou na área de inclusão, foi a internet e o conceito de software livre que os tornaram acessíveis a um grande número de pessoas.

Mas, diferentemente do que possa parecer, os programas não são restritos a deficientes visuais. Pedagogos os usam na educação de crianças dislexas e com certos tipos de deficiência intelectual. Curiosos, para ouvir seus livros digitais.

O pleno funcionamento dos leitores de tela, no entanto, depende também da adaptação de sites e outros programas.

O maior problema são arquivos do tipo PDF, lidos apenas por versões mais recentes do Jaws e do Virtual Vision, ambos pagos. Já arquivos em Power Point não são lidos nem mesmo pelo leitor de telas do próprio Windows Vista, o Narrator.

Apesar dessas limitações pontuais, vale conferir os principais programas do gênero.

Fonte


Tags: , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (1 votos, média: 4,00 de 5)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários