Festa nas cidades-sede da Copa do Mundo de 2014

A Fifa anunciou neste domingo as 12 sedes da Copa do Mundo de 2014. Muitas cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre já sabiam que estariam na lista, e a festa foi acanhada em alguma delas. Já Manaus, Recife e Natal fizeram a festa.

copa-do-mundo-brasil-2014

BRASÍLIA
O Distrito Federal venceu a disputa com Goiânia, e sua força política foi definitiva, apesar do presidente da Fifa, Joseph Blatter, garantir que a escolha das cidades foi de acordo com critérios técnicos.

Sem se importar com isso, milhares de brasilienses saíram às ruas para comemorar a escolha da cidade que, agora, entra diretamente na disputa com Belo Horizonte e São Paulo para ser o palco da abertura da Copa do Mundo. Hoje, a vantagem é da capital paulista.

BELO HORIZONTE
A confirmação de Belo Horizonte como uma das cidades sedes da Copa de 2014 reuniu milhares de pessoas na Praça da Pampulha, neste domingo. Entre 8 e 10 mil pessoas participaram da concentração para o anúncio da Fifa. Uma grande estrutura foi montada às margens da Lagoa da Pampulha, nas proximidades da Igreja de São Francisco de Assis, um dos mais conhecidos cartões postais da cidade.

Desde o início da tarde, shows e outras atrações animavam a multidão, que acompanhou ao vivo a transmissão da solenidade em Nassau, nas Bahamas. Após Belo Horizonte ser confirmada, encabeçando a lista anunciada pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, um foguetório tomou conta do local. Os presentes agitaram pequenas bandeiras do Brasil.

“A mobilização popular, essa vontade de trazer para cá a Copa do Mundo foi fundamental. Nós precisamos daqui para frente trabalhar muito, é só o começo. Vamos ter um dever de casa e muita tarefa para cumprir”, discursou o prefeito Márcio Lacerda (PSB).

Lacerda afirmou que está confiante de que a cidade conseguirá superar gargalos como o déficit de vagas hoteleiras. A meta é criar condições para a capital abrigar 50 mil turistas. Uma das propostas prevê a construção, pela iniciativa privada, de uma espécie de vila residencial – à semelhança da Vila Panamericana no Rio – o que proporcionaria a abertura de cerca de cinco mil vagas dentro dos padrões exigidos pela Fifa.

CUIABÁ
Logo após o anúncio pela Fifa de que Cuiabá seria uma das sedes da Copa do Mundo de 2014, a festa tomou conta de ruas, praças e avenidas da cidade. Vários grupos culturais participaram da festa no centro da capital mato-grossense, com blocos carnavalescos, duplas humorísticas e danças típicas do Estado, o siriri e cururu. Segundo a Polícia Militar, cerca de 10 mil pessoas compareceram aos quatro pontos da cidade onde a transmissão do anúncio foi feita ao vivo por meio de telões.

O governador Blairo Maggi, o prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, e secretários estaduais e municipais, além de alguns deputados, acompanharam o anúncio na Praça 8 de Abril, região central da cidade. “Essa escolha foi o reconhecimento da hospitalidade do povo cuiabano e uma homenagem às nossas belezas naturais”, disse o prefeito. “É uma grande vitória”, destacou o governador.

Em entrevista, Maggi citou a necessidade de criar uma espécie de grupo de trabalho com poderes e autonomia para conduzir os trabalhos até o Mundial, sem interferências políticas. E, a partir desta segunda-feira, já avisou: será preciso arregaçar as mangas. “Vou realizar uma reunião com toda a classe política para saber como os políticos vão passar os próximos cinco anos”, disse, pedindo unidade. “Não vamos deixar que três eleições (2010, 2012, 2014) contaminem este momento histórico de Mato Grosso.”

CURITIBA
A chuva, o frio ou o pouco interesse da população na candidatura de Curitiba à sede da Copa de 2014 atraiu somente 500 pessoas, entre transeuntes, ambulantes, imprensa e assessores à festa que marcou o anúncio da capital paranaense neste domingo.

O evento, ocorrido no Parque Barigüi, ficou esvaziado tão logo o prefeito Beto Richa deixou o local, vinte minutos após o anúncio da confirmação da Fifa exibido em telão. Segundo o prefeito, a cidade agora irá trabalhar para dar início às obras de infraestrutura.

“Temos o sentimento do dever cumprido. Fizemos a lição de casa e apresentamos um bom projeto, com um bom planejamento, que sempre impressionou o pessoal da Fifa. Já estávamos confiantes, mas agora estamos aliviados”, afirmou.

Richa também credita a experiência curitibana em sediar outros eventos como importante para a escolha do município. “Tradicionalmente a cidade tem esse reconhecimento de realização de eventos de grande porte, tanto em eventos nacionais como internacionais. Somos a terceira melhor cidade com infraestrutura reconhecida do país, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro”.

FORTALEZA
Os cearenses comemoraram neste domingo a escolha de Fortaleza como uma das sedes da Copa de 2014 na Avenida Beira-Mar, principal cartão-postal da cidade. Blocos de carnaval e bandas de forró animaram a festa promovida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Prefeitura e Governo do Estado optaram por não realizar nenhum festejo em respeito aos atingidos pelas enchentes que castigam as regiões Norte e Nordeste.

No final da tarde, a prefeita Luizianne Lins (PT) e o governador Cid Gomes (PSB) informaram que serão necessários R$ 9 bilhões para deixar Fortaleza preparada para a Copa.

Segundo Cid Gomes, algumas obras já estão em andamento como as do Metrô de Fortaleza e o Transfor, que visam dar maior mobilidade em termos de transporte público. “Agora, a ordem é tirar a obra de reforma do Castelão da gaveta”, comentou o secretário de Esportes, Ferrúcio Feitosa. Para deixar o Estádio Castelão em condições de abrigar os jogos será preciso um investimento de R$ 400 milhões.

MANAUS
O estacionamento do Estádio Vivaldão recebeu mais de 20 mil pessoas, neste domingo, na festa da escolha de Manaus como uma das 12 cidades brasileiras que serão sede da Copa de 2014. O local, inclusive, será todo reformado para poder receber os jogos do Mundial.

Numa tarde de muito calor em Manaus, a organização do evento apelou para as atrações culturais para garantir a presença do público no momento do anúncio da Fifa, que aconteceu por volta das 15h30. Assim, desde as 10 horas os artistas se revezaram no palco montado no Vivaldão.

Apesar das apresentações culturais da região, a principal atração da festa foi mesmo a banda mineira Jota Quest, que animou o público presente. Ainda houve queima de fogos de artifício e carreata pelas ruas de Manaus, com bandeiras de Amazonas enfeitando os carros.

NATAL
O Comitê Organizador da candidatura de Natal escolheu a Praia de Ponta Negra para comemorar a escolha da cidade como uma das 12 sedes brasileiras na Copa do Mundo de 2014. O público começou a se concentrar no local ainda de manhã, quando começou a programação de shows com artistas da região, mas o momento de êxtase foi mesmo no meio da tarde, quando a Fifa fez o anúncio oficial.

“Nosso projeto foi um dos mais arrojados e, desde o princípio, vem recebendo elogios. Sempre acreditei na força de Natal para receber esse evento, porque nossa cidade tem tudo aquilo que os turistas gostam. Temos uma boa estrutura hoteleira, sol o ano inteiro e um povo muito receptivo, que fará, na ocasião, uma festa para o mundo inteiro ver e aplaudir”, afirmou a ex-atleta Magnólia Figueiredo, que é secretária estadual de Esportes.

PORTO ALEGRE
Milhares de gaúchos não se intimidaram diante do frio de 13.ºC e foram até o Parque Farroupilha, neste domingo, para comemorar a presença de Porto Alegre entre as 12 sedes da Copa do Mundo de 2014. O aguardado anúncio oficial da Fifa foi transmitido ao vivo por telão.

Ao perceberem a confirmação da capital gaúcha, os pais, filhos, casais e autoridades que estavam no mais famoso parque da cidade vibraram, trocaram abraços e cerraram os punhos, como se estivessem comemorando um gol. O evento reuniu no mesmo palco a governadora do Estado, Yeda Crusius, o prefeito de Porto Alegre, José Fogaça (PMDB), e o vice-prefeito e secretário da Copa de 2014, José Fortunati (PDT).

Fortunati destacou que o sentimento é de dever cumprido após a superação da primeira etapa. Cauteloso, ele preferiu não falar no montante que deverá ser investido em obras. “Em junho, vamos receber o Caderno de Encargos da Fifa. Neste documento, vão constar as melhorias necessárias. Só depois teremos a noção do investimento”, declarou.

SALVADOR
O anúncio não foi exatamente uma novidade, mas o povo baiano celebrou em grande estilo a inclusão de Salvador como uma das 12 sedes brasileiras que irão receber a Copa de 2014. A festa deste domingo aconteceu no Pelourinho, centro histórico da cidade, mas também houve muita comemoração no Estádio Manoel Barradas, onde o Vitória se aquecia para enfrentar o Grêmio pelo Brasileirão.

Telões montados nesses dois locais exibiram ao vivo a confirmação feita pela Fifa, diretamente de Nassau, nas Bahamas. Fogos de artifício e gritos ensurdecedores marcaram o momento em que a capital baiana foi citada pelo presidente da entidade, Joseph Blatter, na confirmação oficial de uma escolha já esperada por todos.

Cerca de 40 mil balões verdes e amarelos foram soltos no Barradão, numa festa comandada pela musa Ivete Sangalo. “Estou muito feliz por viver esse momento da indicação de Salvador na lista das sedes junto com toda a torcida e o meu time de coração (Vitória). A cidade merece pelo que representa para o Brasil. Essa terra vai ser uma grande sede”, disse a cantora.

SÃO PAULO
Assim que a Fifa confirmou a cidade de São Paulo como uma das sedes da Copa de 2014, o Morumbi era só festa. Tanto nas arquibancadas quanto entre as autoridades, que falaram n o Salão Nobre do clube sobre a decisão da entidade que comanda o futebol mundial.

“Foi o primeiro passo para a realização do evento mais importante dessa cidade no século”, resumiu o prefeito da cidade, Gilberto Kassab. “Agora o segundo caminho é para São Paulo receber os jogos. O São Paulo assumiu o compromisso (com o Morumbi) e fará isso, tem todas as condições. Obrigado à Fifa por essa escolha. A cidade está em festa.”

O governador do Estado, José Serra, agradeceu muito a definição da Fifa. “Foi uma escolha correta. Vamos trabalhar, agora, para receber os jogos. Quero parabenizar a cidade e tenho certeza de que tudo será feito para que São Paulo possa receber a abertura da Copa”, disse Serra.

Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, não se surpreendeu com a escolha. Para ele, a cidade é a que tem mais estrutura para abrigar partidas do Mundial de 2014.

“Esse evento mostrará ao mundo que o Brasil também tem competência para organizá-lo. Mostra que o Brasil está crescendo”, afirmou o dirigente são-paulino. “A estrutura da cidade é muito boa. Temos 42 mil leitos de hotéis, aeroporto, um bom sistema de transporte.”

RECIFE
Uma multidão, animada pelo som do forró da banda Saia Rodada, comemorou na tarde deste domingo a confirmação de que Recife será uma das sedes da Copa de 2014. A festa, que teria também apresentação de Alceu Valença e Banda Eva, só deve terminar no final da noite, tendo como mestre de cerimônias um enorme boneco em forma de bola, mascote da competição internacional.

“Pernambuco festeja mais essa vitória, que se soma a outras que ajudam o desenvolvimento do Estado”, comemorou o governador Eduardo Campos (PSB). “É um projeto estruturante para a região metropolitana do Recife e vai atender a um espaço urbano que estava carente de investimentos”.

Ettore Labanca (PSB), prefeito de São Lourenço da Mata, onde foi realizada a festa dos pernambucanos, prevê a criação de oito mil emprego diretos e indiretos com a construção da “Cidade da Copa”, que inclui além de um novo estádio, nove mil unidades habitacionais e um hospital no terreno de 270 hectares doado pelo governo estadual.

RIO DE JANEIRO
Já era carta marcada a presença do Rio na lista das 12 cidades escolhidas para o Mundial de 2014. Mesmo assim, a torcida do Flamengo que foi em peso ao Maracanã ontem, para ver o jogo contra o Atlético-PR, aplaudiu o anúncio da Fifa, transmitido ao vivo pelo telão do estádio.

No gramado, uma gigantesca camisa comemorativa foi estendida com os dizeres “O Novo Maracanã é nosso e a Copa 2014 também.” Houve ainda queima de fogos e uma participação especial da cantora Sandra de Sá, que cantou o hino nacional.

A torcida ajudou com um mosaico, não muito linear, é verdade, nas cores verde e amarela. Da tribuna de honra do Maracanã, um dos grandes personagens da história do futebol, o tetracampeão Zagallo, não escondia a emoção com a formalização do Rio como cidade-sede. “Não deu para conquistar o título em 1950. Mas, se Deus quiser, vamos conseguir reescrever essa história em 2014, aqui, no Maracanã”, declarou.


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (2 votos, média: 4,50 de 5)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email