Primeiro show da temporada de Roberto Carlos em São Paulo comemorando 50 anos de carreira

São 50 anos de carreira. Nessas cinco décadas é difícil encontrar alguém que nunca tenha assistido a um show de Roberto Carlos alguma vez, seja ao vivo ou pela TV, nos tradicionais especiais de fim de ano da Rede Globo. Ainda assim, oito dos nove shows que o Rei fará no Ginásio Ibirapuera, em São Paulo, estariam já com ingressos esgotados, não fosse um lote extra disponibilizado com mais 1.800 entradas. E o primeiro deles aconteceu na noite desta sexta-feira (21).

roberto carlos 50anos sp

O repertório já é conhecido. É um show de clássicos bem arranjados e uma produção grandiosa. Não há novidades, mas vale a atenção nos detalhes. Na sexta-feira, o Rei entrou sorridente no palco do Ginásio, às 21h20, vestindo um terno branco, logo após uma orquestra de 15 músicos executar “Como É Grande O Meu Amor Por Você” em versão instrumental. Ele aplaudiu os instrumentistas e se curvou diante do público, estimado em 9.500 pessoas, segundo a produção.

A abertura escolhida para toda essa turnê é um trecho de “Emoções”, assim como fez em Cachoeiro do Itapemirim e também no Maracanã. Já no início do show vale se encantar com o jogo de luzes do palco, que acompanha o ritmo da orquestra. A iluminação aponta para todos os lados da casa, enquanto o Rei vai emendando “Eu Te Amo Te Amo Te Amo”, “Além do Horizonte” e “Amor Perfeito”, a qual credita o sucesso de sua composição à regravação feita por Cláudia Leitte, em 2003, ainda com a banda Babado Novo.

Quando as luzes se apagam, um banquinho é posicionado em frente ao microfone. É ali que o Rei vai se sentar com seu violão no colo para tocar “Detalhes”. A orquestra segue acompanhando, mas todas as atenções estão voltadas para a delicadeza de Roberto ao dedilhar seu instrumento. Na música seguinte, ele já está em pé para cantar “Outra Vez”. Roberto interrompe a música quase no final para lembrar que “ninguém está sozinho numa situação dessa”, referindo-se à solidão de um amor acabado que é narrada nos versos. E, como cúmplice, sugere: “então vamos terminar juntos essa canção”.

Fonte:uol


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email