Rede Globo inicia transmissão de TV em 3D(três dimensões)

transmissao-3d-globo2

No telão preso à parede, os protagonistas da nova novela “Viver a Vida” parecem saltar do cenário, assim como acontece com o bondinho do Pão de Açúcar, que se destaca da paisagem colorida do Rio de Janeiro. Já no Carnaval 2009, a impressão é que as sambistas saem da tela, assim como acontece com um grande tigre acoplado a um carro de escola de samba.

A possibilidade de filmar e transmitir imagens de TV em 3D (tridimensionais) foi apresentada a um grupo de jornalistas nesta sexta-feira (21), pela TV Globo, que já começou a testar a utilização da nova tecnologia.

Por enquanto, são só testes. “Estamos avaliando essa nova forma de transmissão, e por enquanto o único jeito de exibirmos esse tipo de conteúdo é nas salas de cinema 3D. Nossa estratégia é ter sempre conteúdo com o máximo de qualidade, e aí se encaixa essa nova tecnologia”, afirmou Fernando Bittencourt, diretor da Central Globo de Engenharia.

Segundo ele, futuramente um canal TV 3D pode ser disponibilizado via TV a cabo, por exemplo. A novidade exige um tipo especial de filmagem (a TV Globo tem duas dessas câmeras duplas) e pode ser visualizada apenas em televisores especiais.

transmissao-3d-globo

Além disso, para assistir às imagens saltando da tela o telespectador tem de usar óculos como aqueles já adotados em cinemas 3D (no Brasil, existem cem dessas salas com projeção tridimensional, enquanto em todo o mundo estima-se que o número chegue a 6 mil).

Centro de pós-produção

O anúncio foi feito no Projac, o complexo de estúdios da TV Globo na Zona Oeste do Rio, durante um evento realizado para apresentar o novo centro de pós-rodução da empresa.

O local concentrará, a partir de setembro, toda a pós-produção do conteúdo de entretenimento da emissora. Novelas, minisséries, shows e especiais passarão por diversos tratamentos de som e imagens no local antes de irem ao ar.

Bittencourt também reforçou, durante o evento, a chegada da interatividade da TV digital. Segundo ele, essa tecnologia deverá ser disponibilizada já de fábrica, nos conversores digitais (também chamados de set-top boxes), até o início do ano que vem, permitindo assim que o telespectador tenha uma atitude mais participativa diante da televisão.

Com a interatividade, será possível, por exemplo, receber na TV informações sobre o programa exibido naquele momento: sinopse do capítulo da novela, nome dos personagens e currículo dos atores.

Se a TV estiver conectada à internet, o aparelho poderá ainda exibir notícias, informações sobre o tempo e sobre a bolsa de valores, entre outros dados, de forma que isso não atrapalhe a experiência do telespectador.

Lançada oficialmente no final de 2007, a transmissão digital deve estar disponível em 50% dos municípios brasileiros até a Copa do Mundo de 2010, segundo Bittencourt.

“Será um grande salto para essa tecnologia tanto na questão da mobilidade [acesso a conteúdo via dispositivos portáteis, como celulares] quanto no consumo de aparelhos compatíveis com alta definição”, afirmou.

Os EUA deixaram de transmitir TV por sinal analógico em junho deste ano, enquanto a Europa pretende fazer o mesmo em 2012 e o Japão, em 2011.

fonte: g1


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email

Comentários

  • Emmanoelbs disse:

    quem sabe isso apareça no novíssimo portatil em 3d, o nintendo 3ds, vcs da globo poderiam distribuir o conteudo da globo em 3d pelo nintendo 3ds, pois a nintendo ja disponibilizou um canal de tv em 3d pra baixar como um aplicativo, seria muito incrivel ver a globo em 3d pelo nintendo 3ds, o aplicativo de tv no nintendo 3ds poderá chegar ainda nesse ano, ai quem sabe, vcs da globo não façam uma parceria aqui no brasil pra distribuir programação 3d. ainda mais, nesse 3d do nintendo 3ds não precisa de óculos ai fica bem mais facil a distribuição nacional.