Inter vence o Galo e leva título do primeiro turno

dalessandro-inter

Bastava ao Internacional vencer o Atlético-MG nesta quarta-feira para terminar campeão do primeiro turno do Brasileirão. E os comandados de Tite não fizeram feio diante de sua torcida. Não só bateram como golearam o Galo no Beira-Rio por 3 a 0 e levaram o troféu Osmar Santos, oferecido pelo LANCE!. O nome do jogo foi o do atacante Edu, que marcou dois gols na vitória e agora tem a média de um gol por jogo, já que este foi sua segunda partida pelo Colorado.

Mas o placar deve ter assustado a quem só assistiu o primeiro tempo. A etapa foi toda dominada pelo Atlético-MG que, caso tivesse marcado as excelentes chances que teve com Rentería e Diego Tardelli teria no mínimo saído com o empate (foram três ao todo). A primeira chance veio logo aos dois minutos. Rentería recebeu ótimo lançamento do colega de ataque e, cara a cara com o goleiro tentou o gol por cobertura. Resultado: encobriu também as redes. Dez minutos depois, o colombiano tomou outra decisão precipitada. Ao tentar acertar o canto do Bruno, tirou tanto o goleiro da jogada que chutou para fora.

Diego Tardelli, por último, teve a terceira e última chance real de marcar para o Galo na primeira etapa e que, mais tarde, se revelaria como a última oportunidade do time na partida. No contra-ataque encarou a marcação solitária de Sorondo mas acabou acertando o zagueiro.

Na volta do intervalo, seja pela entrada de D’Alessandro no lugar de Danilo, seja por uma mudança de postura dos jogadores, o Inter não demorou quase nada para abrir o placar. Logo aos cinco minutos, Kleber escapou pela esquerda e cruzou na cabeça de Edu, que não desperdiçou. E o meia-atacante recém-posto no jogo, também não demorou muito para fazer o dele. Aos sete, aproveitou-se do chute errado de Kleber – que se transformou em passe – e chutou forte de dentro da área. Bruno nada pôde fazer. Mas o show não parou por aí.

Edu voltou a cena em jogada com um quê de dejá-vù. Novo cruzamento de Kleber e novo cabeceio do atacante mandou bola mais uma vez para o fundo da rede. Roth tentou pôr ordem na casa com substituições mas não houve jeito. Ao fim da partida, amargou a goleada e ainda o coro de milhares de colorados que cantavam “Um, dois, três, Celso Roth é freguês”, em referência à passagem do técnico ao maior rival, Grêmio.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 3 X 0 ATLÉTICO-MG

Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS)Data/Hora: 2/9/09 – 21h (de Brasília)Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL) Auxiliares: Marco Antônio Martins (SC) e Carlos Jorge Titara da Rocha (AL) Gols: Edu, 5’/2ºT (1-0); D’Alessandro, 7’/2ºT (2-0); Edu, 15’/2º (3-0)Cartões amarelos: Rentería, Felipe e Alex Bruno(ATL); Sorondo e Bolívar(INT)

INTERNACIONAL: Lauro; Sorondo, Bolívar e Fabiano Eller; Danilo Silva (D’Alessandro, Intervalo), Magrão, Guiñazú, Giuliano e Kleber (Marcelo Cordeiro, 42’/2ºT); Marquinhos e Edu (Léo, 33’/2ºT). Técnico: Tite.

ATLÉTICO-MG: Bruno, Felipe (Paulinho, 14’/2ºT), Werley e Alex Bruno; Carlos Alberto, Renan, Correa, Renan Oliveira (Pedro Oldoni, 16’/2ºT) e Thiago Feltri; Rentería (Thiago Cardoso, 25’/2ºT) e Diego Tardelli. Técnico: Celso Roth.

fonte: lancenet


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email