Chegada do HTML 5 e da WEB 3.0 na internet

Abalos sísmicos são percebidos com cada vez mais intensidade quando o assunto é HTML 5, o padrão que deve chegar à sua versão final em 2010 e trazer novidades importantes. Os tremores são causados por gigantes como Google, Microsoft e Adobe, que se movimentam para garantir que seus produtos continuem relevantes no novo cenário.

html 5 e web 3.0

A novidade mais importante está no trato do conteúdo multimídia. Hoje, a inclusão de vídeo num site depende de remendos de código de outras linguagens, como o JavaScript, e da instalação de plug-ins. Com o HTML 5 chegam instruções para lidar com vídeo, áudio, animações e objetos 3D dispensando gambiarras. O próprio browser terá os recursos necessários para exibir esse tipo de conteúdo com a ajuda dos codecs de áudio e vídeo presentes no computador.

Outra vantagem é que vai ficar mais fácil fazer aplicativos que rodam na web trabalhar no próprio micro, sem conexão com a internet. Hoje, isso depende da instalação de software adicional, como o Gears, do Google. Com o HTML 5, o próprio navegador terá recursos para operação offline. No caso de um serviço de webmail, por exemplo, o programa poderá guardar cópias locais das mensagens para uso quando não há acesso à rede.

Para que tudo isso aconteça, porém, é preciso que os navegadores funcionem em harmonia com o HTML 5, algo que ainda está longe de ocorrer. “Em um mundo perfeito, os produtores de browsers concordariam com uma implementação única do HTML 5. Infelizmente, não é esse o caso. O mais provável é que cada um se distancie um pouco da padronização”, diz Lee Brimelow, evangelista mundial da plataforma Flash, da Adobe.

fonte:info


Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email