César Cielo quebra o recorde mundial dos 50m livres

cesar-cielo-recorde

Foram dois dias batendo na trave. Na quarta-feira, na prova dos 100m, a diferença foi mínima. Na tarde de quinta, o brasileiro entrou tenso na piscina do Clube Pinheiros, após um atraso de 10 minutos na bateria anterior à sua. Mesmo assim, nadou abaixo do tempo que lhe valeu o título Mundial em Roma, neste ano, e ficou perto de quebrar o recorde do francês Frederick Bousquet (20s94). Nesta sexta, não teve jeito. Com 20s91, na raia 4, pelo torneio Open, ele deixou a tensão de lado e, enfim, superou a marca.

Cielo saiu da piscina, subiu no bloco e vibrou. Depois, foi até o placar conferir o tempo. Parecia não acreditar que agora era dono dos recordes mundiais nas provas de 50m e 100m livre.

– Eu queria muito terminar este ano como dono do recorde nos 50m e 100m livre. Bati na trave dois dias no campeonato. Eu já estava engasgado com esses recordes aqui. Toda hora batia na trave. Não aguentava mais ouvir o pessoal gritar “uhuuu”. Acordei 3h da manhã de ansiedade e não dormi mais. É difícil controlar, mas, graças a Deus, deu tudo certo.

No dia anterior, Cielo entregou um envelope fechado ao técnico Albertinho, com o tempo que queria marcar na prova. Acordou às 3h e, para não ir para a piscina sonolento, não dormiu mais. A manhã chegou, e Albertinho abriu o envelope do pupilo e viu escrito 20s86. Ansioso, o campeão olímpico pensou em mudar a marca. Desistiu.

– Eu até pensei em colocar hoje no papel 20s92. Mas decidi deixar este mesmo. Quanto mais baixo, melhor – disse.

Cielo foi para a água com o maiô X-Glide da Arena, cinza, que, segundo Brett Hawke, seu técnico americano, dá sorte. Com a mudança de regras da natação, o brasileiro também se despede dos supermaiôs que o acompanharam durante o ano. Terminar 2009 com os recordes das duas provas mais importantes da natação era o principal objetivo do brasileiro. Depois da prova, uma comovente homenagem para o técnico Albertinho.

– Estou muito emocionado. É melhor nem ficar falando sobre isso. São muitos anos trabalhando aqui (Pinheiros). Acho que eu nunca imaginei que eu poderia vir isso um dia. Só tenho que agradecer a ele (Albertinho).

Brett Hawke concordou.

– Cielo é um cara de sorte. Tem dois treinadores.


Fazendo história

Com a nova marca estabelecida nesta sexta, Cielo se torna o primeiro nadador da história a possuir, na mesma temporada, os títulos e recordes mundiais dos 50m e 100m livre.

O maior astro da natação brasileira ainda vai voltar à piscina na tarde desta sexta. Ele abrirá o revezamento 4x100m livre pela equipe do Pinheiros.

fonte: globoesporte.com


Tags: , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email