Marcelo Tas fala da adaptação de Monica Iozzi no CQC

O apresentador Marcelo Tas, do “CQC” (Band), diz que não deve ser fácil para Monica Iozzi sobreviver no ambiente “testosterônico” do programa, mas acha que a repórter tem se virado bem.

monica iozzi

Escolhida no ano passado como a oitava integrante do programa, Iozzi foi a primeira –e permanece a única– integrante do sexo feminino na linha de frente do programa.

“A Monica é um docinho de coco de um sabor bem diferente, que eu conheço muito bem. Nascida em Ribeirão Preto, minha região natal, usa sua placidez caipira para esconder a sagacidade.

É uma moça alta, bonitona e ainda tem um verrrrniz (com forrrrça no erre) de mulher forte e decidida, que sabe o segredo de vencer na vida: coragem e trabalho duro.

Me sinto orgulhoso de vê-la crescer a cada semana no CQC. Fui um dos entusiastas da escolha dela para oitavo elemento.

Não deve ser fácil para Mônica sobreviver no ambiente testosterônico dos homens de preto. Mesmo assim, ela consegue tirar isso de letra. Com generosidade e tolerância finge achar graça nas nossas besteiras de meninos.

Como se diz lá em Ribeirão, é mulherrrr pra mais de metro!”

Fonte:folha


Tags: , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (Seja o primeiro a votar)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email