Veja o que as drogas podem fazer com o seu organismo

cigarro

ÁLCOOL

1- O Álcool é depressivo no sistema nervoso e não estimulante como se pensa;

2- Sob a forma de cerveja, vinho, conhaque, Uisque, cachaça, etc., é a droga de maior consumo e abuso contra a saúde, no mundo moderno;

3- Pode provocar vícios desde cedo, começando por crianças e adolescentes, transformando-as em alcoolatas em potencial;

4- A maior parte dos alcoolatas começam a beber na adolescência;

5- Em demasia, o álcool, torna a pessoa repressiva pelo mal hábito, olhos injetados, dificuldade na fala, perda de controle de suas ações e abandono dos hábitos de higiene;

6- Os efeitos aumentam quanto maior for a quantidade ingerida;

– Conseqüências devidas ao excesso:

A) Afeta o juízo e a memória;

B) Doenças mentais;

C) Danos ao fígado, pâncreas, estômago, nervos e outros órgãos;

D) Causa dependência e leva ao alcoolismo;

– Outras conseqüências sociais:

A) Diminui a produtividade do trabalho;

B) Causa mal desempenho escolar;

C) Cria marginalizarão social;

D) Acidente de trânsito (motorista bêbado)

– Durante tratamento médico, o álcool altera ou anula o efeito dos remédios (ex.: o antibiótico);

– Provoca a morte por intoxicação ao deprimir o centro do cérebro que controla a respiração e os movimentos cardíacos;

– No caso da mulher grávida afeta o desenvolvimento do feto;

– O álcool é responsável por problemas de esterilidade e impotência.

MACONHA “Maconha em seu corpo”

Ela é fumada como cigarro, inicialmente indo para o sistema respiratório, daí a distribuição para outros órgãos através da corrente sangüínea.

– Sistema Respiratório:

Prejudica os pulmões diminuindo sua capacidade imunológica, tendo o viciado facilidade em adquirir doenças pulmonares.

Substâncias existentes na fumaça da maconha são irritantes para a mucosa pulmonar; geralmente o dependente tem problemas de sinusite, laringite, inflamações nos brônquios e traquéia, causando dor de garganta e tosse crônica.

Pressão Cardíaca:

Aumenta o trabalho do coração. As mudanças ocorridas nesse órgão e o aumento da pressão arterial durante o efeito da droga assemelha-se ao quadro cardiovascular de uma pessoa com STRESS. O coração necessita de oxigênio, mas os pulmões cheios de fumaça de maconha aumenta o teor de monóxido de carbono no sangue, reduzindo a quantidade de oxigênio que chega ao coração, através da corrente sangüínea.

– Sistema Nervoso:

O uso contínuo da maconha causam transformações na química do cérebro. Essa droga inibe os neuro transmissores de acetilcolina, mensageiros químicos que transmitem informações de uma célula nervosa para outra.

Enfraquece sua coordenação motora, perturba o senso de espaço e tempo, e retardamento do arco-reflexo.

Além disso provoca ansiedade, confusões mentais e pode levar a psicoses incuráveis.

A maconha sendo uma droga desmotivante, diminui acentuadamente a vontade de estudar, trabalhar, relacionamento familiar, capacidade de memorização, bem como desinteresse por tudo que o rodeia

– Problemas Visuais:

Causa embrulhamento, percepção visual irregular.

Devido aos efeitos adversos do THC (tetrahidrocanabinol) nas várias funções do cérebro, geralmente os olhos ficam avermelhados e sensíveis à luz solar.

– Aparelho Reprodutor:

O uso da maconha afeta a produção de espermatozóides e óvulos (células reprodutivas). Análises feitas com espermas de homens dependentes revelam menor número de espermatozóides e maior número de defeitos genéticos.

Na mulher perturba o ciclo menstrual e altera o metabolismo da ovulação, resultando períodos imprevisíveis de infertilidade.

Filhos de dependentes podem nascer com defeitos congênitos, pois alteram a forma de seus cromossomos.

COCAÍNA E CRACK

1) A cocaína é um pó branco, químico, derivado das folhas secas da planta conhecida por coca;

2) Consumida sob a forma de pó, pode ser aspirada, injetada na veia ou fumada como “crack”.

3) O primeiro efeito é a sensação de falsa euforia.

4) A seguir, surgem os seguintes sintomas:

a) Depressão

b) Ansiedade

c) Agressividade

d) Desconfiança

e) Alucinações

f) Perda de controle

5) Outras conseqüências na vida do usuário ou dependente:

a) Quebra do desempenho profissional;

b) Desintegração das relações pessoais, familiares e sociais;

c) “Roubo financeiro” nas economias familiares, devido ao alto custo na aquisição da droga;

d) A cocaína, aspirada, destrói a mucosa interna do nariz, causando dores de cabeça, nariz escorrendo e hemorragias nasais;

e) Quando injetada, na companhia de usuários com AIDS, corre-se o risco da contaminação;

f) Cria-se dependência e tolerância rapidamente, e o organismo exige doses cada vez maiores tentando obter os resultados iniciais;

g) Para manter o vício, a qualquer preço, começa um processo de desintegração social, familiar, de trabalho, usando a mentira, o furto ou o roubo, podendo chegar ao extremo do homicídio (mata para conseguir dinheiro para sustentar, o alto custo do vício).

Fonte:orbita


Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Não encontrou o que queria? Pesquise abaixo no Google.


Para votar clique em quantas estrelas deseja para o artigo

RuimRegularBomMuito BomExcelente (25 votos, média: 4,24 de 5)
Loading...



Enviar postagem por email Enviar postagem por email